RSS

A Oeste de Novo

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Peniche dias 22,23,24

O mar é enorme, e a vontade de lá ficar



O Sol. O sossego e a aragem húmida da noite. Um livro. A solidão e os passeios longos junto às dunas da praia. Eis de novo Peniche. Confesso que não dei pelos dias passados.

11 comentários:

Teté disse...

Como tu gostas de Peniche! :)))

E estiveste a ler esse grande livro de Erich Maria Remarque, que também já deu filme galardoado com Oscar de Melhor e tudo (em 1930)?

Ou tem só a ver com Peniche se localizar no litoral Oeste?

Boas fotos, também!

Beijocas!

Carlos II disse...

Teté,
Na verdade para o título do post lembrei-me do livro do E.M.Remarque, mas não li o livro mas vi o filme.

Claro que gosto de Peniche. Pelo mar. O imenso mar à volta e pelas suas gentes.

Rafeiro Perfumado disse...

Eu gosto muito de Peniche, inclusive já lá fiquei duas vezes no Parque de Campismo. Falta-me conhecer as Berlengas, mas estão na lista!

Diabinha Cusca disse...

Hummm Gostas bué de Peniche!

Não haverá por lá assim tipo uma "moira encantada" que à noitinha te canta baixinho ao ouvido? :b)

E já agora confessa que o livrinho é só para disfarçar.

Verdade, verdadinha é que todos os sentidos estão presos ao mar ... como poderias concentrar-te na leitura? ihihih

Laura disse...

Credo, e vim eu a correr, com os gritos da cusca que só lhe faltava dizer; homem ao mar...mas nem era nada disso, era Peniche, e ahhh havia um tio meu, já falecido, era casado com uma mana da minha avozinha, a todos, que Deus os tenha, e deram-lhe a alcunha de peniche, peniche porque era mau cumás cobras, mau para a muié e os filhos e tudo e todos, para mim; não, quando me via dava-me nozes e o que tinha e eu era pequenita e lembro-me bem, assim...calhar nem ouvia o palavreado dele, mas que ficou peniche para sempre, lá isso ficou...Beijinhos.

Pascoalita disse...

Carlos

Apesar de morar relativamente perto, conheço mal Peniche. O meu filhote é que tem uma espécie de "fetiche" por essa zona.

De vez em quando vai até lá com um grupo de amigos e ficam uns dias praticamente incomunicável (deve ser bom para meditar eheheh)

Roderick disse...

De férias, agora?

L.S. Alves disse...

Carlos só tu mesmo pra me falar sobre Peniche. Parece um lugar muito gostoso. Como tenho uma queda para o mar não serei eu a te pegar no pé por voltares sempre a um lugar tão belo assim.
Um abraço.

Diabinha Cusca disse...

Olha, olha ...

O nino Alves num sabe que o carlitos dos "ii" (promovido a Rei D. Carlos II) está de férias permanetes ihihihih

E é como os protagonistas de contos de suspense ...

"voltam sempre ao lugar do crime"

Só ainda não descobri, para além do mar, o que tanto o atrai em Peniche :))

Conta lá, carlitos. Please!!!

Carlos II disse...

A cidade de Peniche é a minha segunda casa. Por tudo. Pelo mar, o sol, as neblinas matinais, o excelente marisco, as sardinhas e as suas gentes e a sua maneira de falar, quase a cantar.
E porque tenho lá casa.
E porque estou sempre de férias e disponível.
A casa de Almada é só para os trabalhos da vida habitual.

Diabinha Cusca disse...

Muito lindo! Tudo bem is-pi-li-ca-di-nho :))

Eu devo ter tido azar ... as 2 vezes que lá parei estava um vento que quase me fazia levantar voo.