RSS

Algarve Revisitado

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Monte Gordo

O actual Algarve de betão já não é o que eu conheci nos tempos da minha adolescência nos dias despreocupados das férias grandes.
A harmonia da paisagem, os aromas doces das noites de céu estrelado, a luz intensa das manhãs a incidir sobre as casas brancas, ainda é possível observar, além do sentimento telúrico que ainda se pressente nas pessoas... apesar da invasão estrangeira.


Praia dos estudantes (Lagos)

[...Não, eu não consigo ver o Algarve senão como a miragem dum céu deste mundo, sem nenhum dos atavios que aviltam a condição dum céu] Miguel Torga


5 comentários:

Roderick disse...

Podemos dizer que foi entregue aos bichos!

Teté disse...

Pois, mas mesmo assim, tem um clima tão agradável durante todo o ano, que chama imensos turistas, nacionais e estrangeiros.

Uns tios meus, que vivem em Cambridge durante o Verão (ela é inglesa), vêm passar os meses de Inverno ao Algarve. Já são ambos reformados, e o frio que se faz sentir em Inglaterra prejudica-lhes a saúde, de modo que, tal aves migratórias, vêm para temperaturas mais amenas...

Beijoca, Carlos!

Laura disse...

Ai, fosse eu senhora de uns bons milhares de Eurinhos e todos os anos arribava lá na costa algarvia...gosto de percorrer em passeatas, mas de estar ao pé do amr na temperatura amena, de ir jantar fora camarões e lagostas, umas geladinhas, cervejolas, enfim, adoro e ter amigos com quem compartir treta maravilhosa...decididamente tenho de ver se há prái um manel jeitoso para os meus verões...
Beijinhos.

Laura disse...

laurinha entrando e vendo o carlitos dos iis, segundo a cusquinha, de cú pró ar à procura dos iiiiis no prato da sopa de letras!... precisas de ajuda, eu apanho os issss todos e tu vais papando para não os perderes.. Beijinho, mas que malucas somos..

MissEsfinge disse...

Tens toda a razão ...

Também eu tenho saudades do antigo algarve de casario baixo ... aquele em que apanhava berbigão e conquilhas à beira mar enquanto me ia bronzeando.