RSS

Crepúsculo

terça-feira, 19 de agosto de 2008


Há medida que a idade vai avançando, sinto que regressaram alguns medos iguais àqueles que nos povoaram a nossa existência quando fomos crianças.

Além de cada vez ter mais medo de andar de avião e apesar de cantar Peniche, a verdade é que ainda não fui visitar as Berlengas, por receio de atravessar aquela parte do Atlântico, apesar de ter inteira confiança no alto profissionalismo dos tripulantes do barco "Avelar Pessoa", que em 4o minutos faz a travessia, às vezes contra ventos e marés que é de arrepiar. É como voltar à gesta quinhentista.

Dizem, contudo, que vale a pena o desembarque, porque as Berlengas é o contacto com a natureza em estado selvagem. Mas preciso de mais coragem. Ninguém é perfeito.



III - Crónica da Passagem dos Dias

4 comentários:

Laura disse...

Oi. a Neide foi lá quando andava ainda a estudar na Univ e vão para lá todos os anos alguns alunos, partir os ovos das gaivotas...acampam, adoram, andam de barco, mergulham, convivem com as gentes, até fizeram uma sardinhada para eles (os d elá) e outro ofereceu um garrafão de 5 litos d eboa pinga...a pariga vinha feliz, ela não é temerosa e é boa nadadora, anda de mota de água sozinha, faz canoagem quando dá, enfim...diz que vale a pena pelo encanto da natureza que podem desfrutar...beijinho e avia-te que depois as pernas com bengala não chegamm lá..ji da laura..

Ahlka disse...

Essa do 'ninguém é perfeito' é que me matou! Até parece um Leão a falar :))

Mas voltando às Berlengas... E eu que estava à espera de ser 'crescida' para ir até lá!
Tenho então de aproveitar, enquanto não me invadirem os medos, né?

Não me costumo sentir exemplo para ninguém, mas por acaso, tenho uma forma de pensar muito salutar, é que 'o mal sempre acontece aos outros'. Assim não vivo nada por antecipação...Ora tenta lá ;)

Teté disse...

Eh, eh, eh, Carlos, fui a Peniche há 3 anos, por não conhecer de todo a terra, e não sei se fiquei triste ou aliviada por saber que as viagens às Berlengas tinham sido canceladas... ;)

Sou uma grande medricas, ao contrário da Ahlkinha tenho a nítida sensação que "as coisas não acontecem só aos outros" e embora nunca tenha enjoado de barco, já ouvi uma série de gente a queixar-se dessa travessia. É que passar o tempo a vomitar borda fora, não faz o meu ideal de bom passeio...

Jinho!

Cusquinha endiabrada disse...

Olá!

O meu lado de diaba apela ao perigo, mas o meu outro lado põe-me travões a fundo eheheheh

Berlengas está na mira ... um dia quem sabe ...

"Ninguém é perfeito"

hummm defeitozito tão canininho que nem se nota no meio de tanta virtude, né?