RSS

Livros

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Não tenho dúvidas quanto à afirmação de Bernardo de Claraval (séc. XII) que se aprende mais nas florestas que nos livros. Adianto mais, muito se aprende com a experiência da vida. Porque nós somos seres interactivos, assim tudo o que recebemos está inscrito nas pedras, plantas, estrelas e nos animais. Assim como nós projectamos de igual modo o nosso ser para esses outros seres.

Os livros ajudam-nos a reflectir e a descobrir a anterior relevância anteriormente descrita. Com uma advertência feita por Ortega «...a obra de caridade mais própria do nosso tempo é não publicar livros supérfluos»

4 comentários:

Laura disse...

Ora pois é, há por ai livros que nem prestam, e não dizem nada a não ser, maldizem ehhhhhhh, mas hoje é fácil publicar e há quem escreva com o coração e outros não o têm e assim...
Mas já li, ou antes comecei a ler e parei, livros que não me diziam nada e assim!... já deitei muitos livros fora por não gostar deles...porque nada me diziam.
beijinho.

Teté disse...

Quem é que dizia que "existem mais coisas no céu e na terra do que em toda a filosofia"?

Quanto à frase do Ortega, discordo. Há momentos em que a leitura pode ser uma aprendizagem, outro um simples acto de prazer... Algumas leituras aliam ambas estas benesses!

Deixei lá um desafio para ti no meu casinhoto!

Jinhos!

Laura disse...

Há livros bons, tão bons, mas já me caíram nas mãos aberrações escritas por quem até é conhecido, claro que há livros muito bons,esquecidos nas prateleiras e ninguém lhes pega, mas, se os abrissem teria uma surpresa! Porque não voltar a reler tudo ?...
Já não te vejo há muito nino, andas também a hibernar pelos cantos? a adry já mal se vê, ai ai ai tamém te puxo pa cima?...

Eduardo Jai disse...

Parece-me que a frase (conhecida) do Claraval faz sentido.
Às vezes.
Como qualquer outra perspectiva.

A floresta é boa, os livros também. No fundo, qual é a diferença? Quando estamos bem cá dentro e sentimos como a VIda é preciosa tudo é simples, tudo é passível de ser bom.

E por falar em bom,
um dia BOM.